Adeus, Pitito

12/23/2016


Quando, em algum momento da minha vida eu poderia sequer imaginar que 'tumor' era algo que outras espécies além da humana também tinham. Você lutou até o último suspiro, meu pequeno guerreiro. Eu te amo e amarei por toda a eternidade.

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
Você marcou a minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate
Então talvez, muito provavelmente hoje seja o pior dia da minha vida. Ou pelo menos o mais triste. O dia em que uma parte de mim se perdeu. Me lembro de como você chegou na minha vida, na vida daquela garotinha birrenta que cismou que queria uma calopsita de aniversário. Lembro de ter te escolhido a dedo em meio a vários filhotinhos - acho que a gente já tinha alguma conexão maluca desde essa época. Você passou comigo minhas melhores e piores fases, viu de perto as mudanças da cor do cabelo, que não foram poucas, a eu de aparelho e sem, com óculos e sem, você estava em tudo, em cada pequeno momento da minha vida. Lembro também da sua primeira e única(ainda bem) grande fuga, na qual te encontrei apenas uma semana depois numa propriedade do interior e você não exitou nem por um segundo, vir com a gente. De quando você dormia no meu quarto e mesmo acordando super cedo, ficava quietinho pra não me acordar. Aliás você era sempre barulhento e de uma forma ou de outra isso enchia nossas vidas de alegria. Vou sentir uma falta imensa da sua audição incrível, capaz até de reconhecer o barulho do nosso caro, dos seus gritos de pura euforia quando nos ouvia chegar - o que fazia alguns subirem assobiando e eu soltar o já tão familiar "Tito, cheguei!", da sua cantoria a qualquer hora do dia. Vou sentir uma falta insuportável de você todinho, mas prometo focar apenas nas lembranças maravilhosas que temos juntos e não na triste despedida. Tu passou o dia se despedindo né meu "momozi"? Nos deu tudo o que te restava para nos fazer feliz pelo menos um pouquinho antes do adeus. Acho que eu nunca verdadeiramente parei pra pensar como seria viver sem você, e agora eu preciso e isso dói. Sua confiança em mim até o fim, enche meu coração de amor. Sua confiança em mim até o fim, enche meu coração de amor. Obrigada pelos 12 ou 13 anos incríveis em que sempre esteve comigo, porque meu companheirinho, você foi a melhor coisa que já me aconteceu. Eu te amo Pitito, pra sempre 💛💔💔😢😢
Uma foto publicada por Luisa (@luisareginatto) em

Tomara que você esteja curado agora e que estejam cuidando bem de você, onde quer que você esteja. Ps: Gosto de pensar que há um ceú cheio de girassóis e agora você canta por lá.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Vi seu comentário em meu blog e não pude evitar de vir aqui. Primeiramente parabéns pelo blog, o amei e é lindo, onde tem pra seguir?? Não achei.
    Segundo vim agradecer pelo seu comentário, obrigada <3
    E terceiro, meus pêsames, sinto muito pelo Pitito ter indo, mas bem, ele está em um melhor agora, está cantando, não está sofrendo e está feliz por ter um dona como vc, por vc ter cuidado dele e por ele ter alegrado sua vida até onde pode. Já perdi vários bichinhos de estimação que eu tinha, entendo sua dor, mas não fique triste, os animais sempre serão umas coisas maravilhosas melhores q nós humanos, porém precisam ir depois de tornarem nossas vidas mais doces e felizes <3
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Lilliam, fico imensamente feliz que tenha gostado do blog. Que bom que tu me avisou, o gadget havia sumido e eu nem tinha notado, mas já arrumei.
      Muito obrigada pelas bonitas palavras de conforto, elas realmente me fizeram um bem danado.
      Beijos de luz e um feliz 2017 <3

      Excluir

Fanpage

Snapchat

Snapchat